Semente de Chia

.

A Chia é a semente comestível da Salvia hispanica , uma planta da família das hortelã ( Lamiaceae ) nativa da América Central, ou da relacionada Salvia columbariae do sudoeste dos Estados Unidos e do México.

As sementes de chia são ovais e cinzentas com manchas pretas e brancas, tendo um diâmetro de cerca de 1 milímetro (0,04 in). As sementes são hidrofílicas , absorvem até 12 vezes o seu peso em líquido quando embebidas e desenvolvem um revestimento mucilaginoso que confere às cremes e bebidas à base de chia uma textura distintiva de gel .

Há evidências de que a cultura foi amplamente cultivada pelos astecas em tempos pré-colombianos e era um alimento básico para as culturas mesoamericanas . As sementes de Chia são cultivadas em pequena escala em sua terra natal ancestral no centro do México e na Guatemala, e são cultivadas comercialmente nas Américas Central e do Sul.

Chia (ou chian ou chien) tem sido principalmente identificada como Salvia hispanica L. Outras plantas conhecidas como "chia" incluem "chia dourada" ( Salvia columbariae ). As sementes de Salvia columbariae são utilizadas medicinalmente e para alimentação.

No século XXI, a chia é cultivada e consumida comercialmente no México e na Guatemala , além da Bolívia, Argentina, Equador, Nicarágua e Austrália. Novas variedades patenteadas de chia foram desenvolvidas em Kentucky para cultivo nas latitudes norte dos Estados Unidos.

A semente de chia é uma fonte de vitaminas do complexo B, bem como de vários minerais, nomeadamente, o cálcio, fósforo, magnésio, potássio, zinco, ferro e cobre.

A chia é uma boa fonte de proteínas, possui tanto fibras solúveis como insolúveis. As fibras solúveis aumentam de volume e formam um gel em contato com os líquidos em nosso estômago, dessa forma proporcionam maior sensação de saciedade.

Além disso, também faz com que o açúcar dos alimentos seja absorvido mais lentamente melhorando o controle glicêmico e evitando picos de insulina, prejudiciais para pessoas diabéticas e que desejam perder peso.

No intestino as fibras aumentam o bolo fecal e diminuem o tempo com que as fezes ficam em contato com a mucosa, assim as toxinas são eliminadas mais rapidamente. A chia contém 4,3 g de fibras, o equivalente a 17% das necessidades diárias, em 1 colher (sopa).

A semente de chia pode ser consumida crua junto com o cereal matinal, no iogurte, nas saladas ou em bebidas; triturada em preparações como pães e biscoitos ou pode ser deixada de molho (1 colher em um copo de água por alguns minutos) para formar uma textura gelatinosa e ser usada no preparo de mingau, sopas, batida em sucos ou em receitas de bolo, por exemplo.

As sementes de chia secas contêm 6% de água, 42% de carboidratos , 16% de proteína e 31% de gordura. Em uma quantidade de 100 gramas, as sementes de chia são uma fonte rica (20% ou mais do valor diário , DV) das vitaminas B , tiamina e niacina (54% e 59% DV, respectivamente) e uma fonte moderada de riboflavina. (14% DV) e folato (12% DV). Vários minerais da dieta estão em conteúdo rico, incluindo cálcio , ferro , magnésio , manganês , fósforo e zinco (tudo mais de 20% DV).

Em média, contêm 6% de água, 42% de carboidratos, 16% de proteína e 31% de gordura. Os ácidos graxos das sementes de chia são altamente insaturados , sendo as gorduras principais o ácido linolênico (50-57% da gordura total) e o ácido linoléico (17-26%). As sementes são ricas em ácidos graxos ômega-3 e as vitaminas B tiamina e niacina .

Os ácidos graxos do óleo de semente de chia são altamente insaturados , com o ácido linoléico (17-26% da gordura total) e o ácido linolênico (50-57%) como as principais gorduras. 

A Chia é rica em ácidos graxos ômega-3 , uma vez que as sementes produzem 25 a 30% de óleo extraível , incluindo o ácido -linolênico . A composição da gordura do óleo pode

 

Valor Nutricional – Chia

 

100 g

Porção 1 colher (15 g)

Calorias

386 kcal

58 kcal

Proteínas

20 g

3 g

Carboidratos

7 g

1,1 g

Gorduras

31 g

4,7 g