Sal Rosa do Himalaia

.

A cordilheira do Himalaia se estende por toda a Ásia, passando pela China, Nepal, Mianmar, Paquistão, Butão, Afeganistão e Índia.

Há centenas de milhões de anos atrás, esta era uma área coberta pela água do mar, mas ao longo dos tempos, as placas tectônicas da Terra se moveram e elevaram as montanhas. A água do mar evaporou-se, mas todos os seus minerais foram cristalizados sob o calor do sol e formaram o que hoje conhecemos como o sal rosa do Himalaia.

Além de ser mantida em um ambiente limpo e cercada por neve durante todo o ano, a camada de sal também foi coberta por lava de vulcões locais que a protegeu da poluição moderna. Isto leva a crer que o sal Rosa do Himalaia é o sal mais puro encontrado no nosso planeta e consiste em uma das melhores fontes de minerais naturais do planeta, exponencialmente mais saudável do que o sal de mesa processado que a maioria das pessoas usa diariamente.

Os muitos tons de rosa, vermelho e branco são uma indicação do conteúdo mineral presente no sal. A cor rosa, propriedade característica do Sal do Himalaia, é o resultado de uma pequena quantidade de óxido de ferro presente nele.

De um modo geral, sal do Himalaia é considerado um sal saudável, porque não há produtos químicos adicionados a ele e porque ocorre naturalmente. Entre os muitos minerais presentes nele podemos citar o zinco, selênio, iodo e o cobre.

Umas das maiores fontes de Sal Rosa do Himalaia é uma mina no Paquistão, uma área profunda e não poluída no sopé do Himalaia, de onde é extraída a maior parte do sal que conhecemos.

O Sal do Himalaia serve para ajudar a desintoxicar o corpo através de osmose no banho. À medida que a pele absorve os minerais saudáveis e o sódio migra da água para a camada exterior da pele, a umidade das células é preservada e as toxinas do corpo são liberadas.

Recomenda-se que o banho seja morno, próximo da temperatura corporal normal, e que se use cerca de 1 quilo de sal para 30 litros de água.

O sódio, quando ingerido, ajuda a regular o volume de sangue e, assim, a pressão arterial. Ele também traz benefícios para o controle das contrações musculares, das transmissões nervosas e das funções do coração.

Um quarto de colher de chá de sal rosa do Himalaia contém cerca de meio grama de sódio. O sódio provoca retenção de água no organismo e o consumo em excesso pode causar diferentes problemas de saúde como pressão alta e doenças cardíacas.

Da mesma forma que vitaminas e minerais estão em perfeita sinergia embalados em frutas e vegetais, também no sal rosa os minerais trabalham coesos trazendo benefícios para o corpo. Sinergia é definida como a interação de vários elementos para produzir um efeito diferente ou maior do que a soma de seus efeitos individuais.

O sal rosa contém 84 minerais, incluindo sódio, cloreto, cálcio, potássio, enxofre, fósforo, ferro, magnésio, iodo, boro, cromo, cobre, manganês, molibdênio, selênio, zinco, carbono, platina e selênio.

Devido a esta variedade de minerais, ele é considerado mais saudável do que o sal de mesa regular, composto somente por cloro e sódio, com adição de iodo e substâncias químicas como ferrocianeto de sódio e aluminossilicato (agentes antiaglomerantes).