Orégano

.

O orégano, orégão ou ourego (Origanum vulgare) é uma erva perene e aromática, muito utilizada na cozinha do Mediterrâneo e também para fazer alguns medicamentos antigamente. São utilizadas as suas folhas, frescas ou secas, pelo sabor e aroma que dão aos pratos. Considera-se que as folhas secas tem melhor sabor. O orégano é um condimento mais conhecido como uma folha repartida, várias folhas dele são picotadas para darem aroma e sabor.

Várias espécies do genêro Origanum são nativas do Mediterrâneo usadas como tempero. A influência do clima, tempo e fertilidade do solo na composição dos óleos essenciais que dão seu aroma característico é maior que a diferença entre as varias espécies. Uma planta muito parecida é a manjerona, que tem um sabor um pouco diferente por causa de compostos fenólicos presentes em seus óleos aromáticos com alguns efeitos alucinógicos.

Orégano tem alta atividade antioxidante pela presença de ácido fenólico e flavanoides. Adicionalmente tem propriedades antimicrobianas contra bactérias como Listeria monocytogenes e outros patógenos presentes nos alimentos, o que faz com que ajude a preservar alimentos.

É um ingrediente insubstituível na culinária italiana, onde é utilizado em molhos de tomate, vegetais refogados, carne, e na pizza. Junto com o manjericão dá o caráter da culinária italiana.

Em Portugal os orégãos são indispensáveis na confeção de caracóis, e é usado também em caldeiradas e em saladas de tomate e queijo fresco ou requeijão.

Aparece também, ainda que em menor medida, nas cozinhas espanhola, francesa, mexicana e grega.

Propriedades funcionais: o carvacol, substância contida nas folhas, ativa as defesas do corpo, além de matar germes na comida, e combate à tosse, bronquite e cólicas intestinais, quando usada como infusão. 

Dicas: Utilizado no tempero de massas, vegetais, diretamente na salada, na sopa, na berinjela, deixar na mesa e colocar na comida.  

Princípio ativo: carvacol

É uma planta rica em vitaminas A, C, K e do complexo B; minerais como zinco, magnésio, cálcio, ferro, manganês, cobre e potássio; polifenóis e ômega 3.