Nabo

.

Os tubérculos do nabo são encontrados nas mais variadas formas e tamanhos, de coloração única ou bicolores (branco, verde, roxo ou rosa avermelhado).

No Brasil, os mais comuns são aqueles redondos, roxos na parte superior e brancos na porção final, e os completamente brancos, que têm o mesmo formato das cenouras.

As propriedades do seu óleo essencial são cafeno, felandreno, zongibereno e zingerona.

Do mesmo grupo do rabanete, repolho e do brócolis, o nabo contêm glicosinolato, um composto com efeito anti-inflamatório. Além disso, o nabo ainda tem papel protetor e ajuda na prevenção de diversos tipos de câncer, inibindo o crescimento de tumores no organismo.

A mesma quantidade de nabo atende 35% das recomendações diárias de vitamina C, 7% das de piridoxina, 4% das de tiamina e ácido fólico, 2,5% das de niacina e riboflavina e menos de 1% das de vitaminas E e K.

Com relação aos minerais, o suprimento é de 9% com relação ao cobre, 6% no caso do manganês, 5% do potássio, 4% do ferro, 3% do cálcio, 2,5% do sódio e do magnésio e 2% do zinco.